Vida de Dinah 

Dinah Rodrigues, yogaterapeuta,

formou-se em Filosofia e

Psicologia pela Universidade de

São Paulo - Brasil. É membro 

integral da I.Y.T.A. e membro 

honorário como consultora do 

World Yoga Therapy Council da 

I.F.Y. - Índia.

Destina-se a ajudar mulheres a equilibrar sua produção hormonal. Auxilia aquelas que têm dificuldade para engravidar, ovários policísticos, TPM e as mulheres em climatério, que estão sofrendo com as consequências da baixa hormonal.
 

Dinah Rodrigues já era bem conhecida

no Brasil onde deu cursos em todo o

país. Todos os anos, ela 

viaja para a Europa e América do

Norte, ensinando sua técnica, sendo

conhecida internacionalmente.

Desde jovem gostei de esportes

e pratiquei vários tipos de ginástica, sempre buscando 

aquela que mais combinasse com minha personalidade.
 

Um dia,

há mais de 40 anos, por curiosidade me inscrevi em aulas de Hatha-Yoga. Minha primeira  professora foi Celeste Castilho, pioneira de yoga no  Brasil, logo se tornou grande amiga e a ela sou grata pelo muito que me ensinou. 

Logo senti que yoga era o que eu estivera buscando e comecei a me interessar por estudos mais amplos e profundos sobre os vários ramos da yoga.

 

Alguns anos mais tarde

passei a praticar no Instituto de Yoga Narayana, dirigido 

por Maria Helena de Bastos Freire, que oferece yoga de excelente qualidade. Noemia Marini foi então minha Professora por muitos anos. A esta amiga e mestra, minha gratidão.

Agradeço também ao mestre e amigo Professor Jean Pierre Bastiou, Professor Soubhi Hahhlale e Dra. Monika Grau.

 

Buscando ampliar

meus conhecimentos, frequentei muitos congressos nacionais e internacionais, onde tive oportunidade de 

ouvir os ensinamentos de grandes mestres da yoga.

Em vários países fui a livrarias e sebos em busca de 

livros raros e esgotados.

Já praticava Hatha-Yoga há muitos anos, quando um 

dia meu ginecologista comentou que meu estado de 

saúde era excelente. Eu estava então com 63 anos. 

Com muita naturalidade, comentei que deveria ser por 

causa da prática de Hatha-Yoga. 

Ele se admirou com minhas condições de saúde. 

Sugeri que seria possível organizar uma série de exercícios especiais para ativar a produção de hormônios femininos. A ele devo agradecer pelo estímulo inicial e confiança que demonstrou.